Publicado em cotidiano, pensamentos

Humor aleatório.

 

Tenho descoberto (talvez) qual seja meu caminho profissional, e estou esperançosa de estar tomando a decisão certa.
Essa coisa de criar, de quebrar a cabeça, de montar campanhas, de pensar em novas estratégias, de buscar soluções e melhorias, é o que me estimula a ser melhor todos os dias. Cada etapa tem sido um desafio, e sempre que supero é um sorriso no meu coração do tamanho do mundo. Quando vejo o resultado e a satisfação do boss, é indescritível, não há mesmo dinheiro que pague essa sensação de estar realizando, e mais do que isso, é atingindo a expectativa que a mim foi depositada. Não me importo de estar trabalhando no meio da noite, ou em pleno domingo… Quando se trabalha com criação, não há hora nem lugar. E tem sido uma experiência e tanto. Espero realmente que seja apenas o início da minha jornada e que um dia eu possa ser feliz com meu trabalho!
Mas nem tudo é um mar de rosas, ainda mais na vida da Ana. Cheia de complexidades, o fato de ver um trabalho profissional bem feito, conhecer outras pessoas do ramo, enfim…Tudo é motivo para me sentir ameaçada e pensar que posso perder essa oportunidade que tenho de desenvolver. Querendo ou não, dificilmente as pessoas dão chance e valorizam quem é autodidata, automaticamente renasce aquele sentimento de inferioridade, que não é nada saudável. Deveria me motivar com estas coisas, mas chega a um certo ponto que a única motivação que tenho é de não fazer mais nada. Não peço que me incentive, me dê motivação e faça aquele discurso que já sabemos o que vai ser dito, só EU quem posso fazer isso, trabalhar essa questão dentro de mim e tentar melhorar, e só.
O que estou fazendo é apenas um desabafo, que já estava me incomodando guardar só para mim.
Disseram que devo estar carente. E parei para pensar a respeito disto, afinal nunca me queixei, e sempre ouvi amigos reclamando. Mas desta vez, acho que sou obrigada a concordar. 
Estou rodeada de amigos, tenho uma rotina que quase não me sobra muito tempo, e este tempo eu uso para descansar, mas ultimamente…está difícil!

Principalmente naqueles dias que se ouve uma música que te leva pra uma determinada lembrança, depois assiste a um filme que te leva para um sonho, aquele dia que você se vê sozinha em casa a noite e torce para alguém te convidar para sair, jantar, comer alguma coisa, conversar, rir … e por aí vai.
Eu não quero muito, já tive muito. Eu quero coisas simples, que apenas sejam verdadeiras.

E assim tem sido, cada momento, cada instante, humor vai mudando, conforme as coisas vão acontecendo… eu posso ser a pessoa mais alegre do mundo, e daqui a meia hora, posso ser a mais irritante que você já conheceu.

Mas eu sei, que na hora certa, tempo certo, as peças vão se encaixar, e o quebra-cabeça estará montado, pronto para emoldurar.

Meu consolo está no Senhor, que sabe de todas as coisas. Tudo ao seu tempo. Ec 3.

 

Anúncios

Autor:

Escrever é enfiar o dedo na garganta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s