Publicado em cotidiano, pensamentos

A grande decepção…

 

images

 

Sei que alguns, senão a maioria , ficarão desapontado comigo.

Comunico que estou abandonando. Na verdade, fazer uso desta palavra soa um tanto quanto forte demais para uma coisa que talvez não seja tudo isso. Quero dizer é que, infelizmente, depois de algum tempo buscando e questionando, não faz mais sentido.

A única coisa que pedi era um sinal, algo que seria muito fácil para alguém tão soberano, e no momento em que mais busquei dei de cara na porta. Ainda insisti, persisti, abri mão do que me era mais valioso naquele momento, segui Suas instruções e esperei com impaciência. Mesmo assim, parecia estar falando sozinha. Por um momento senti, o que muita gente já sentiu: Deus é alguém que só pode estar de brincadeira conosco. Ansiava apenas por um consolo e uma virada de jogo, o que não Lhe custaria NADA. Por fim, a pior sensação que tive, pode ser comparada quando se tira doce de uma criança.

Não estou negando Sua existência, até porque, mesmo se quisesse não conseguiria. Mas cheguei num ponto que já muitos chegarem: de ser ignorada, e ter a impressão de estar fazendo papel de boneco. Mesmo assim, tentei perseverar, e busquei mais um pouco, tentei ser mais forte que minha razão.

Todas as minhas expectativas, esperanças, forças, esvaíram-se. É como se, numa maratona, o atleta parasse de correr, mas continuasse caminhando, e fosse atropelado por todos sendo deixado pra trás.

Não tenho poder de concluir nada, mesmo porque, tenho observado tantas vidas, tantos pensamentos e posicionamentos diferentes que a única conclusão que tenho é que nada é absoluto, está tudo em constante mudança, inclusive nós. E, mais uma vez dispenso uso de palavras como : nunca, e, pra sempre. Portanto, isto não é algo definitivo, e não desejo que seja. Ainda gostaria de experimentar algo novo, talvez ainda me reste uma faísca de esperança.

Finalizo então, apenas dizendo que, neste momento da minha vida, em que nada mais faz sentido, eu abandonei. Abandonei o inexplicável, o indiscutível, inexorável.

 

 

Anúncios

Autor:

Escrever é enfiar o dedo na garganta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s